Bacalhoada

Bacalhoada - detalhe

Existem coisas que são a cara da páscoa.

Reunião em família, ovos de chocolate, chuva (não lembro de páscoa sem ao menos tempo fechado) e filmes bíblicos de qualidade duvidosa e bacalhau.

Peixe de todos os tipos são consumidos nesta festividade, mas o bacalhau tem a cara da páscoa.

E dentre todos os tipos de preparo, a bacalhoada é a mais tradicional apresentação deste ingrediente que remete às nossas ancestrais tradições lusitanas.

Simples, o preparo lembra muito o da muqueca de peixe. Camadas alternadas de ingredientes levados ao fogo brando para cozinhar.

Bacalhoada

O bacalhau foi dessalgado de véspera. Os ingredientes foram cortados em rodelas.

Numa panela grande coloquei azeite de oliva extra virgem (não dá para usar outro tipo), alguns dentes de alho, uma camada de cebola, outra de tomates, pimentões vermelhos e amarelos, bacalhau, batatas  e um fio de azeite.

Repeti a mesma ordem de ingredientes finalizando com azeitoas pretas e tempero verde.

Levei ao fogo alto com tampa até levantar fervura, depois foi reduzi o fogo e com meia tampa deixei cozinhar até as batatas estarem cozidas e o caldo começar a reduzir.

Servido com arroz branco, salada verde e um vinho branco muito gelado a bacalhoada é melhor degustada quando regada com um bom azeite de oliva..

Não é preciso esperar um ano para repetir, mas a certeza de comê-lo na próxima páscoa já é um bom motivo para esperar a data.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: