Cumê tatu é bão

Mignon ao molho madeira

A primeira vez que fiz este prato já me grudou nos ouvidos a música dos Mamonas Assassinas.

Claro que não é carne de tatu, mas a semelhança com o casco do bichinho não me deixava esquecer a melodia.

É uma peça inteira de filé mignon temperada com alecrim, tomilho e sal, recoberta de fatias de bacon e assada sobre uma camada de cebolas fatiadas em rodelas.

Na primeira vez que preparei esta receita, ela foi servida ao molho de mostarda. Ficou excepcional (pena que não registrei em fotos) principalmente porque o molho estava suave e saboroso.

Dessa feita, optei por servir o “tatu” ao molho madeira (obviamente caseiro) enriquecido com champignhon, tomates pelados e cheiro verde.

Acompanhado de salada e arroz branco e um cabernet reserva Santa Helena.

Afinal, depois da patacoada da Ferrari, a última coisa que eu querer na minha mesa era MASSA !

Anúncios

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Trackback: Filé ao molho de mostarda « Restô d´Ontê
  2. Trackback: Restô d’antê d’ontê « Restô d´Ontê

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: